domingo, 13 de maio de 2012

Por trás de uma tela


E somente assim vivia. Por trás de uma tela, sobre um velho teclado, era sua vida. Fotografias que na verdade não mostravam nada, nada que fosse realmente verdadeiro. Tão acostumada a viver em seu mundo mentalmente criado, nunca soube lidar com o mundo real, as pessoas, os lugares.
Um bom passatempo era fugir de tudo, viver em si mesma. Garotos já existiram aos montes em sua vida, mas ainda não houve um por quem quisesse viver no mundo de fora. Nada a convenceu, nada à convence. Não se acha feliz, mas acha que está bem. Houveram tempos em que escrevia sua tristeza e sentia parcialmente aliviada, mas agora nem tristeza se tem para escrever.
De tanto criar mundos e vidas perfeitas, se tornou mais uma de suas criações: boba, frágil, clichê e sem graça.
Ficou alienada, abandonada e esquecida por si mesma. Atrás de uma tela e sobre um teclado, uma dramática que vivia em um mundo patético e particular.

3 comentários:

  1. MELDEUS, você não tem noção do quanto me identifiquei com estas suas palavras viu '-' é tudo TÃO EU... fico em estado de êxtase quando encontro palavras assim... tão autênticas e que nos tocam a alma... ok, estou sendo dramática e patética, mas é porque é meu jeitinho ;* valeu!

    ResponderExcluir
  2. Obrigada pelo carinho e pela meiguice Herlene *-*

    ResponderExcluir
  3. Belo trabalho Thayna,gostei muito...
    Se precisar de alguma coisa saiba que pode contar comigo sempre.
    Beijos se cuida!

    ResponderExcluir

Comenta, fia!