terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Ele era meu


E segurando a minha mão ele veio, veio e ficou.
Tomei todo o cuidado do mundo para que ele se sentisse bem. 
Eu não poderia deixá-lo ir embora, pelo menos por hora.
De repente ele me pareceu um sol, iluminando nossa casa, nossa vida e nosso amor. 
Ele era doce, terno e gentil. 
Me trouxe paz, me trouxe amor e também trouxe tudo. 
Ele era tudo. Tudo o que eu esperava, sonhava e imaginava.
Ele era o amor, o sorriso e a felicidade entre nós dois.
Ele era ele, era meu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comenta, fia!