quinta-feira, 26 de abril de 2012

um pouco de amor


Queria, ao menos uma vez, que algo desse certo. Que fosse um amor, um dia ou até mesmo um minuto.
Só se ferrar cansa, desgasta. Há tempos não sei o que é uma noite bem dormida. Se não tenho pesadelos, acordo a cada 5 minutos.
Sei lá, acho que podia acontecer algo bom. Eu preciso de algo bom.
Tenho mania de achar que incomodo... Talvez as pessoas precisem mesmo tirar umas férias de mim, ou eu delas. É tudo tão estranho, complexo.
Não sei o que acontece, não sei nem se tem algo acontecendo... Eu to irritada, fria e ao mesmo tempo, carente.
Eu preciso de um abraço, um cobertor e leite quente.
Eu preciso e eu queria, um pouco de amor.  Alguém que fosse paciente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comenta, fia!