terça-feira, 7 de junho de 2011

Tá na hora de arrumar a bagunça



  Já faz um tempo que eu ando uma bagunça, minha cabeça tá uma bagunça, meu coração tá uma bagunça, meu quarto tá uma bagunça... enfim eu sou uma bagunça.
  A questão é que tudo estar uma bagunça não quer dizer que sejam meus bens materiais que estejam fora do lugar, quer dizer que eu e tudo ao meu redor parou de se encaixar. O meu eu já não é mais o mesmo, ele não sabe o que diz, ele não sabe o que faz, ele já nem sabe mais quem é e nem do que é capaz. 
   Eu ando assim, jogada às traças, perdida em meio à pensamentos e auto-acusações. Está tudo confuso, está tudo perdido, não me preocupo mais com quem  precisa e muito menos com quem não precisa, me desliguei de tudo; me desliguei do mundo. É assim que estou ultimamente. Estou sem freios, sem preocupações, sem responsabilidades e sem ações. Eu preciso sair do meio termo e buscar ser quem eu sou, sem máscaras ou fantasias, o mundo imaginário é lindo porque eu posso ser quem eu quiser, mas o mundo real vai cobrar por todo o tempo que eu passei fora, vai cobrar por cada segundo em que eu vivi no mundo da ilusão. Hoje eu percebi que o tempo passa e a gente cresce, quando a gente cresce chega a hora de arrumar tudo e dar um fim na bagunça, chega uma hora em que não basta mais imaginar... é preciso viver e continuar a sonhar, sonhar na hora certa e o sonho certo. Hoje eu preciso reorganizar tudo, está chegando a hora de tudo voltar a se encaixar e o tempo diz: " Corre, tá na hora, se arruma e vai ocupar seu lugar. Vai ser feliz e continue a sonhar, a vida não espera e o meu relógio não vai parar. Corre menina, você cresceu, vai ser feliz, vai viver e aprenda a lutar!"
  Talvez seja bom ouvi-lo e correr atrás de tudo, fazer a faxina, limpar os pensamentos, o coração, o quarto e acompanhar a vida. Nada de voltar a se preocupar com o que não deve e dê o devido valor a quem e ao que merece, preste mais atenção nos pequenos detalhes que fazem a diferença e depois seja feliz e cuide bem da sua essência. Agora corre que o tempo ta indo e tá te chamando, mas ele não pode esperar ele tem que ir logo pra vida poder andar.

                                                                                 Thayná Souza.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comenta, fia!