sexta-feira, 17 de junho de 2011

São 22:00



  São 22:00, o som está ligado, as luzes apagadas e eu estou sozinha. São 22:15 e estou pensando em você, estou pensando em nós enquanto a Manu canta: “ Eu queria você aqui comigo...” as palavras se repetem em minha mente enquanto você sorri e seus olhos brilham.
  Eu tava pensando aqui comigo... Será que você pensa em mim? Será que você sorri quando a plaquinha do MSN sobe com o meu nome? Será que você sente um frio na barriga toda vez que olha pra mim? Eu não espero uma resposta para todas essas perguntas, pelo menos não agora. O que eu realmente espero é que você deixe claro qual é a minha função na sua vida, eu quero saber se existe um motivo concreto pra eu desistir de você. Eu quero ouvir da sua boca que eu não significo nada pra você, eu quero ouvir da sua boca que eu não sou nada na sua vida.
  Eu não quero que você diga que me odeia ou que me ama, não estou disponibilizando a você duas opções onde você tem que escolher entre ficar ou não ficar comigo, eu quero uma atitude. Todos os dias quando eu te encontro a vontade de falar com você é maior que qualquer coisa, mas a falta de coragem é mais forte e me impede de fazer o desejado.
  Já são 22:22, dizem que quando você vê as horas iguais é porque alguém está pensando em você, então, você está pensando em mim como eu penso em você? Acho que se existissem duas coisas obrigatórias que me fizessem lembrar de você, seriam elas: 1ª 22:00, é o horário que eu costumo escrever enquanto penso em você; 2ª A Manu Gavassi escreve músicas pra mim, cada um delas expressa tudo o que eu sinto. É claro que existem muito mais que duas coisas que me fazem lembrar você, mas umas das mais marcantes são essas, são as mais especiais e que mais me fazem bem.
  Boa Noite, já são quase 23:00 e está passando do nosso horário, eu não quero quebrar as regras e muito menos estragar esse momento do dia que é tão perfeito.
  Boa Noite, são 22:59 e estou pensando em você. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comenta, fia!